Votem na sondagem!

Minha gente linda, eu queria saber o que acham do blog, votem lá ;)

Haters são MUITO mal-vindos.

Este blog...?

AVISO (ler sff)

Eu não plagio, TUDO o que é de outras pessoas está entre aspas ou devidamete identificado, se por alguma razão não estiver identificada uma frase ou texto, tenham a gentileza de avisar e a situação será devidamente resolvida. Eu ODEIO as pessoas que dizem que seguem e que depois não seguem, se não gostam apenas não digam que vão seguir quando não têm intenções de o fazer. Falsidades e hipócrisias à parte, por favor. Liberdade de escolha é o que não falta no mundo por isso, não gostam não seguem. MUITO OBRIGADA a quem segue, aconselha, lê e opina! Muito obrigada mesmo! ◕ ◡ ◕

terça-feira, 26 de abril de 2011

Blog

Li num blog duma amiga minha e achei que isto merecia um pouco do meu tempo. "É fácil analisar a situação alheia e aconselhar sobre essa situação. Difícil é vivenciar a situação e saber o que fazer ou ter coragem para o fazer"... E fiquei sériamente a pensar nesta situação! Isto é tão verdade! Quantas vezes aconselhei amigos e amigas meus e minhas a fazer isto e aquilo, a agir desta ou doutra maneira com o rapaz/rapariga de quem gostavam... Mas sinceramente nunca me pus realmente na sua pele. Nunca pensei quais as repercursões que poderiam crescer na vida deles se seguissem o meu conselho! Já aconselhei pessoas a deixar, outras a lutar e até aconselhei a esperar. Mas quando aconteceu comigo (e continua) já não soube o que fazer, não soube aplicar os meus próprios conselhos, não soube usar a minha sabedoria de outrora. Por isso agora espero conseguir pôr-me sempre na pele da pessoa que aconselho antes de o fazer, pensar antes "se estivesse nesta situação seria capaz de fazer isto? E aquilo?"... Espero conseguir! Boa sorte para mim!

3 comentários:

Lєтıs '' disse...

. ainda bem que gostaste (:

Ghost Writer disse...

Adorei o blá, blás. haha.

Ana, sei bem a que te referes, em verdade, muitas vezes me vi aconselhando pessoas a lutarem, a acreditarem em momentos difíceis e, quando me deparei em momentos parecidos ou até mesmo idênticos, não consegui seguir nem um terço do que aconselhei outrora.

Estou em uma situação dessas agora e como gostaria de poder ter a força de seguir meus próprios conselhos!

MaM@tias disse...

:)