Votem na sondagem!

Minha gente linda, eu queria saber o que acham do blog, votem lá ;)

Haters são MUITO mal-vindos.

Este blog...?

AVISO (ler sff)

Eu não plagio, TUDO o que é de outras pessoas está entre aspas ou devidamete identificado, se por alguma razão não estiver identificada uma frase ou texto, tenham a gentileza de avisar e a situação será devidamente resolvida. Eu ODEIO as pessoas que dizem que seguem e que depois não seguem, se não gostam apenas não digam que vão seguir quando não têm intenções de o fazer. Falsidades e hipócrisias à parte, por favor. Liberdade de escolha é o que não falta no mundo por isso, não gostam não seguem. MUITO OBRIGADA a quem segue, aconselha, lê e opina! Muito obrigada mesmo! ◕ ◡ ◕

domingo, 8 de maio de 2011

Esta é a carta que eu nunca te escrevi

Quantas vezes percisei de alguém para conversar e tu não estiveste lá para mim? Quantas vezes chorei por palavras que tu me disseste? E aquelas que chorei por situações que não estavam relacionadas contigo e tu não estiveste lá para me limpar as lágrimas da cara? Peço desculpa pelas minhas imperfeições e pelos meus defeitos, peço desculpa por não ser a pessoa perfeita que queres que seja. Desculpa-me por ter nascido e por ter vindo complicar a tua existência perfeita. Espero que consigas superar o trauma do tempo que passaste comigo e que consigas voltar a ser feliz. Acho que devias tomar consciencia do gigante erro que cometes cada vez que desvalorizas, cada vez que pensas que podes ter melhor. Sim, é verdade, podes ter melhor, mas podias também estar presa com uma rapariga milhões de vezes pior, acredita. Acorda para a vida e começa a dar-me valor, porque um dia posso fartar-me de não ser apreciada pelo que sou... E aí nada me vai impedir de te deixar. A nossa relação nunca foi normal, nem nunca vai ser, mas apesar disso eu amo-te, é impossivel não amar. A nossa falta de confiança é o maior problema. Cada palavra má, expressão desagradavel ou gesto maldoso que fazes magoa, magoa mais do que uma chapada. É este o meu ponto fraco, e é onde continuas a insistir. Por favor, pára! No dia em que me conseguir tornar imune à dor que me causas é o dia no qual já vou estar morta, e aí não há mesmo volta a dar.
Para sempre tua,
Ana Raquel

2 comentários:

Anônimo disse...

Boss ac LOL

aR disse...

Ou não. mas por acaso gosto muito da musica. pa proxima identifica-te, não lido bem com idiotas disfarçados