Votem na sondagem!

Minha gente linda, eu queria saber o que acham do blog, votem lá ;)

Haters são MUITO mal-vindos.

Este blog...?

AVISO (ler sff)

Eu não plagio, TUDO o que é de outras pessoas está entre aspas ou devidamete identificado, se por alguma razão não estiver identificada uma frase ou texto, tenham a gentileza de avisar e a situação será devidamente resolvida. Eu ODEIO as pessoas que dizem que seguem e que depois não seguem, se não gostam apenas não digam que vão seguir quando não têm intenções de o fazer. Falsidades e hipócrisias à parte, por favor. Liberdade de escolha é o que não falta no mundo por isso, não gostam não seguem. MUITO OBRIGADA a quem segue, aconselha, lê e opina! Muito obrigada mesmo! ◕ ◡ ◕

domingo, 3 de abril de 2011

Hoje perciso de escrever. Perciso de me libertar. 
Ontem... ontem foi um bom dia. Saí, passeei, fui feliz.
Hoje... bem hoje penso na vida, que é o que se faz quando não se tem mais nada para fazer. E ao pensar cheguei à conclusão que isto só vai acabar mal para o meu lado. É a coisa que me custa mais a enfrentar neste momento é este pensamento, esta certeza que me invade agora. Eu sei, e também já me fizeram o favor de mo dizer, que « o mundo não é só feito de coisas boas ». Sim é verdade que não é. Mas como é suposto reagir quando o resto de chão que me restava sob os pés está a fugir? Como é que é susposto eu enfrentar as coisas sempre com um sorriso na cara? Apenas sinto que, por mais que tente, nunca vou sair do mesmo. As pessoas mudam mas as situações são as mesmas. Há sempre um «ele», uma «outra» (embora por vezes nó possamos ser a «outra»). Cada vez que leio um daqueles livros de nicholas spark ou da margarida rebelo pensamos: "Ai que linda história de amor quem me dera" pois... A verdade é que aquelas histórias são pura ficção, não existe ninguém que tenha uma história assim. E, apesar de às vezes nos parecer que realmente temos uma história digna de um livro de nicholas spark, acaba sempre por aparecer a tal «outra» que é mais perfeita, mais bonita do que nós, ou até "gosto mais dela do que de ti, não consigo evitar". Eu sei que já escrevi textos de incentivo, textos de levantar a moral, mas hoje não dá mesmo. Sinto-me perdida, com medo... Tenho medo do futuro, e já tou como a outra que tem medo de acabar sozinha.
Ontem foi um bom dia, mas e o amanhã?

3 comentários:

Rita disse...

E agora pergunto eu, se fosses/és a «outra» como fazias/fazes? Como superas o facto de nem sempre ser a «outra» a sair bem da história?


* Percebo-te quase na perfeição. Força! Não podes mostrar-te fraca aos olhos de ninguém, se não, nunca parecerás forte aos teus olhos. Nunca te sentirás realmente capaz de superar tudo e vais achar-te sempre a baixo das expectativas que preferias ter.
Beijinhoos. *

aR disse...

Não sei sinceramente não sei... Mas é mesmo esse o meu problema, não sei o que fazer nem como reagir. Mas quando a relação acaba por uma «outra» geralmente ela fica sempre bem... E eu não sou a outra, ai reside o meu problema.

Muito obrigada pelas tuas palavras :)
bjnho

filipa disse...

obrigada fofinha. tambem vou seguir (: